Cerveja engorda?

Pança, pochete, bóia ou a famosa barriga de cerveja. Afinal, cerveja engorda?

Imagine um senhor que se senta diante de uma mesa de bar e pede uma garrafa de leite. Outra. Mais uma. Uma caixa. Uma saideira. A segunda saideira. A terceira. A quarta. A quinta.
 
Esse senhor certamente desenvolverá uma barriga de leite.
 
O raciocínio vale para a sua cerveja. Calórica e gaseificada, a bebida te proporcionará a chamada barriga de chope – pança, pochete, boia ou como queira – se consumida de forma exagerada. A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera segura a ingestão de duas doses diárias para uma pessoa saudável.
 
O tema, porém, é controverso. Há uma série de pesquisas que advogam a favor da cerveja – algumas apontam uma concentração de carboidratos na bebida alcoolica menor do que em um suco de laranja, por exemplo; outras veem até o benefício da sensação de saciedade nos cervejeiros moderados.
 
O problema é que, com leite ou com cerveja, uma mesa de bar geralmente clama por petiscos – estes, sim, gordurosos e indefensáveis. Aliados à cerveja, os aperitivos também trabalham contra o seu metabolismo.
 
Na dúvida, portanto, deixe a batata frita de lado e só abra uma cerveja. Ou duas.
X
- Insira seu local -
- or -
Beercapp
Comparar ítens
  • Total (0)
Comparar
0